Campanha de vacinação contra a gripe começa dia 22 de abril

Neste ano, a faixa etária das crianças foi ampliada, com a inclusão dos menores de cinco anos. O público prioritário para a imunização é de 49,6 milhões de pessoas em todo o país.  

A campanha nacional de vacinação contra gripe deste ano será realizada de 22 de abril a 9 de maio, sendo 26 o dia de mobilização nacional. A novidade deste ano é a ampliação da faixa etária para crianças de seis meses a menores de cinco anos. No ano passado, o público infantil foi de seis meses a menores de dois anos. A estratégia de mobilização para todo o país, executada em parceria com estados e municípios, foi anunciada nesta quarta-feira (02) pelo ministro da      Saúde, Arthur Chioro.

O público-alvo da campanha é de 49,6 milhões de pessoas e a meta do Ministério da Saúde é vacinar 80% desta população, considerada de risco para complicações por gripe. Além das crianças de seis meses a menores de cinco anos, integram este grupo pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional. As pessoas portadoras de doenças crônicas não-transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais também devem se vacinar. Para esse grupo não há meta específica de vacinação.

Durante a apresentação da campanha, o ministro Arthur Chioro destacou a importância da ampliação da vacina ao público infantil. “A extensão da faixa etária para os menores de cinco anos tem como finalidade reduzir casos graves e óbitos”, ressaltou. Segundo o ministro, a vacinação desta faixa etária beneficia tanto a criança que recebe a vacina, como também os grupos mais vulneráveis que convivem com ela. Assim, são imunizadas, indiretamente, lactentes menores de seis meses de idade (crianças amamentadas); idosos e pessoas com doenças crônicas. Outro fator que contribuiu para a inclusão desta faixa-etária foi o fato de que as taxas de internação em crianças menores de cinco anos, em 2013, terem se igualado a dos idosos.

O ministro lembrou ainda que, apesar das diferenças climáticas no país, as recomendações para prevenção da gripe são mesmas para todas as regiões. “É importante manter os hábitos saudáveis de higiene, como lavar as mãos sempre e manter os ambientes arejados”, aconselhou. Ele explicou ainda que o Ministério da Saúde, em conjunto com as secretarias estaduais e municipais de saúde, está preparando a rede e as equipes de saúde para o atendimento dos pacientes com gripe. Esta preparação também inclui a realização de diagnósticos e abastecimento dos estados e municípios com antivirais. “Todo o recurso que investimos em prevenção, retorna à sociedade, seja na melhoria da qualidade de vida da população ou pela diminuição dos casos graves e óbitos”, afirmou Chioro.

O secretário de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, destacou a importância do lançamento da campanha neste período que antecede o inverno, estação mais propícia para a gripe. “A criação de anticorpos ocorre entre duas e três semanas após a aplicação da dose. Por isso é importante que as pessoas procurarem a vacinação no período da campanha. Assim, quando chegar o inverno, estarão protegidas”, afirmou Barbosa. O período de maior circulação da gripe é de final de maio a agosto. O secretário ressaltou que a vacina contra a influenza é diferente das demais porque tem efeito limitado, ou seja, é elaborada apenas no período da sazonalidade.

SEGURANÇA - A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS). Esta definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias. A vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

DOSES - Serão distribuídas 53,5 milhões de doses da vacina, que protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela OMS para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B).  Em todo o país, serão 65 mil postos de vacinação, com envolvimento de 240 mil pessoas. Também estarão disponíveis para a mobilização 27 mil veículos terrestres, marítimos e fluviais.

As pessoas com doenças crônicas devem apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.

CAMPANHA- Com tema “Vacinação contra a gripe: você não pode faltar”, a campanha do Ministério da Saúde para este ano orienta cada público prioritário a procurar os postos vacinação no período da mobilização. A campanha será veiculada na TV, rádio, mídia exterior, mídia impressa e internet. O custo total da campanha é de R$ 14 milhões.

MEDIDAS DE PREVENÇÃO – A transmissão dos vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). À população em geral, o Ministério da Saúde orienta a adoção de cuidados simples como medida de prevenção para evitar a doença, como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto e não compartilhar objetos de uso pessoal.

Em caso de síndrome gripal, deve-se procurar um serviço de saúde o mais rápido possível. A vacina contra a gripe não é capaz de eliminar a doença ou impedir a circulação do vírus, por isso, as medidas de prevenção são muito importantes, particularmente durante o período de maior circulação viral, entre os meses de junho e agosto.

Também é importante lembrar que, mesmo pessoas vacinadas, ao apresentarem os sintomas da gripe – especialmente se são integrantes de grupos mais vulneráveis às complicações – devem procurar, imediatamente, o médico. Os sintomas da gripe são: febre, tosse ou dor na garganta, além de outros, como dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. Já o agravamento pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração.

REAÇÕES ADVERSAS – Após a aplicação da vacina, podem ocorrer, de forma rara, dor no local da injeção, eritema e induração. São manifestações consideradas benignas, cujos efeitos passam, na maioria das vezes, em 48 horas.  A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores ou para pessoas que tenham alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados.

PRODUÇÃO NACIONAL – As doses da vacina contra a gripe foram adquiridas por meio da Parceria para o Desenvolvimento Produtivo (PDP) entre o Instituto Butantan e o laboratório privado Sanofi. O acordo, intermediado pelo Ministério da Saúde, permitiu que Instituto Butantan dominasse todas as etapas de produção da vacina.

Público-alvo e quantidade de doses enviadas por UF

UF

Público-alvo

Doses enviadas

RO

           353.528

             381.810

AC

           196.805

             212.550

AM

           928.263

          1.002.520

RR

           156.970

             169.530

PA

        1.699.228

          1.835.170

AP

           159.417

             172.170

TO

           325.110

             351.120

NORTE

       3.819.321

        4.124.870

MA

        1.533.092

          1.655.740

PI

           736.672

             795.610

CE

        1.995.760

          2.155.420

RN

           769.286

             830.830

PB

           946.099

          1.021.790

PE

        2.077.417

          2.243.610

AL

           705.431

             761.870

SE

           456.389

             492.900

BA

        3.297.342

          3.561.130

NORDESTE

     12.517.489

      13.518.900

MG

        4.904.622

          5.296.990

ES

           834.168

             900.900

RJ

        4.118.194

          4.447.650

SP

       11.842.222

        12.789.600

SUDESTE

     21.699.207

      23.435.140

PR

        2.893.790

          3.125.290

SC

        1.743.026

          1.882.470

RS

        3.558.081

          3.842.730

SUL

       8.194.896

        8.850.490

MS

           656.657

             709.190

MT

           682.996

             737.640

GO

        1.402.746

          1.514.970

DF

           603.867

             652.180

C.OESTE

       3.346.265

        3.613.980

BRASIL

     49.577.178

      53.543.380

Categorias de risco clínico com indicação para vacina contra influenza

Categoria   de risco clínico Indicações
Doençarespiratória crônica Asma   em uso de corticóides inalatório ou sistêmico (Moderada ou Grave);DPOC;Bronquioectasia;

Fibrose   Cística;

Doenças   Intersticiais do pulmão;

Displasia   broncopulmonar;

Hipertensão   arterial Pulmonar;

Crianças   com doença pulmonar crônica da prematuridade.

Doençacardíaca crônica Doença   cardíaca congênita;Hipertensão   arterial sistêmica com comorbidade;Doença   cardíaca isquêmica;

Insuficiência   cardíaca.

Doença renal crônica Doença   renal nos estágios 3,4 e 5;Síndrome   nefrótica;Paciente   em diálise.
Doençahepática crônica Atresia   biliar;Hepatites   crônicas;Cirrose.
Doença neurológica crônica Condições em que a função respiratória   pode estar comprometida pela doença neurológica;Considerar as necessidades clínicas   individuais dos pacientes incluindo: AVC, Indivíduos com paralisia cerebral,   esclerose múltipla, e condições similares;Doenças hereditárias e   degenerativas do sistema nervoso ou muscular;

Deficiência neurológica grave.

Diabetes Diabetes   Mellitus tipo I e tipo II em uso de medicamentos.
Imunossupressão Imunodeficiência   congênita ou adquiridaImunossupressão   por doenças ou medicamentos
Obesos Obesidade   grau III.
Transplantados Órgãos   sólidos;Medula   óssea.
Portadoresde trissomias Síndrome   de Down, Síndrome de klinefelter, Sídrome de Wakany, dentre outras   trissomias.

Fonte: Ministério da Saúde

Publicado em Medicina Preventiva, Produtos & Serviços | Deixe um comentário

Espinheira-santa

ESPINHEIRA SANTA GOTAS 30 ML

O alívio em forma de chá

A planta medicinal é conhecida popularmente como “santo remédio”. Ainda que seja uma erva com alto poder cicatrizante da mucosa gástrica, é importante saber que ela precisa ser consumida em forma de chá para que atue positivamente no combate ao H. pylori. O chá de espinheira-santa contribui no tratamento da gastrite e, embora não cure, alivia bastante as dores abdominais superiores, conseguindo atacar também as úlceras estomacal e duodenal e refluxos gástricos, devido à diminuição da acidez estomacal que ocorrerá graças ao aumento da secreção gástrica proporcionado por esse chá. Nele serão encontrados taninos, alcaloides e minerais como cálcio, sódio e enxofre. Esse tonificante estomacal tem também ação anti-séptica graças a uma grande presença de taninos, substâncias que prontamente paralisam as fermentações gastrointestinais. A espinheira-santa é também diurética, já que conta com a presença de triterpenos.

Modo de usar: Como forma preventiva dos sintomas, tome uma xícara de chá antes de cada refeição, se necessitar de tratamento contínuo, opte pelo chá antes de dormir.

Mil e uma utilidades

As folhas da espinheira-santa são velhas conhecidas dos índios brasileiros, que costumavam receitar o chá das folhas, cascas e raízes para o tratamento de diversos males. Entre as indicações mais conhecidas estão tratamento dos males digestivos, combate aos tumores (tanto que atribuem à planta o nome de erva-cancerosa), tratamento do diabetes e problemas no sistema urinário. Hoje, além da opção pelo chá, você pode consumir a erva por meio de comprimidos manipulados.

 

Fonte: Viva Saúde

Publicado em Alimentação, Medicina Preventiva, Produtos & Serviços | Deixe um comentário

Linguado aromatizado com limão

images (7)

Ingredientes

  • 4 filés de 150 g cada
  • ½ cebola picada
  • 4 folhas de alface

Para o molho

  • 30 g de margarina light (1 e  ½ colher sopa)
  • suco de 1 limão e meio
  • 1 cálice de vinho branco (50 ml)
  • 1 cenoura média ralada em fios
  • sal a gosto

Preparo

Frite o peixe em frigideira de tefal dos dois lados. Retire e reserve o peixe.

À parte, derreta a margarina e acrescente o suco de limão, o vinho, os fios de cenoura e o sal, mexendo sempre. Deixe alguns instantes no fogo e retire. Forre a metade de cada prato com uma folha de alface e coloque um filé de peixe dentro de cada folha de alface, depois jogue o molho por cima.

Enfeite com cebolinha verde.

Rendimento: 4 porções

Calorias por porção: 240 kcal

 

Fonte: Viva Saúde

Publicado em Receitas de pratos salgados | Deixe um comentário

Em Busca do Aprendizado do Amor

Na busca do aprendizado do amor, comece aprendendo a respeitar os que são diferentes de você, entendendo o grau de evolução pertinente a cada um.
Depois, aprenda a conviver pacificamente com aqueles que se opõem à sua maneira de pensar. Afinal, eles podem estar certos e você errado.
Em seguida, procure aproximar-se das pessoas sem receio e sem pré-julgamento, lembrando que cada uma busca a felicidade por caminhos particulares.
Mais tarde, comece a enxergar as pessoas com bons olhos, visualizando apenas as qualidades e deixando de lado as mazelas.
Respeito…
Alteridade…
Indulgência…
Compreensão…
São exercícios que devem ser praticados diariamente, a fim de que aprenda a amar.
Queime as “gorduras” do orgulho, “caminhe” pela estrada da caridade, “corra” do egoísmo e “escale” a montanha dos obstáculos.
Ao final, estará em plena “forma” para amar.
 
Agnaldo Paviani [pelo Espírito José de Moraes]
Citação | Publicado em por | Deixe um comentário

Sempre que possível

Onde estejas e por onde passes, sempre que possível, deixa algum sinal de paz e luz para aqueles irmãos que estão vindo na retaguarda, a fim de que não se percam do rumo certo.

Emmanuel

Citação | Publicado em por | Deixe um comentário

Hanseníase tem cura.

Manchas no corpo, com diminuição ou perda de sensibilidade, podem ser sinais de hanseníase. Procure uma unidade de saúde. O tratamento é de graça. 

Período de veiculação: 21.01.2014 a 21.01.2015

A hanseníase é uma doença infecciosa e contagiosa causada por um bacilo denominado Mycobacterium leprae. Não é hereditária e sua evolução depende de características do sistema imunológico da pessoa que foi infectada.

Qual o microrganismo envolvido?

Mycobacterium leprae – um parasita intracelular que apresenta afinidade por células cutâneas e por células dos nervos periféricos.

Sinais e sintomas

- Sensação de formigamento, fisgadas ou dormência nas extremidades;
- manchas brancas ou avermelhadas, geralmente com perda da sensibilidade ao calor, frio, dor e tato;
- áreas da pele aparentemente normais que têm alteração da sensibilidade e da secreção de suor;
- caroços e placas em qualquer local do corpo;
- diminuição da força muscular (dificuldade para segurar objetos).

Como se transmite?

Os pacientes sem tratamento eliminam os bacilos através do aparelho respiratório superior (secreções nasais, gotículas da fala, tosse, espirro). O paciente em tratamento regular ou que já recebeu alta não transmite. A maioria das pessoas que entram em contato com estes bacilos não desenvolvem a doença. Somente um pequeno percentual, em torno de 5% de pessoas, adoecem. Fatores ligados à genética humana são responsáveis pela resistência (não adoecem) ou suscetibilidade (adoecem). O período de incubação da doença é bastante longo, variando de três a cinco anos.

Como tratar?

A hanseníase tem cura. O tratamento é feito nas unidades de saúde e é gratuito. A cura é mais fácil e rápida quanto mais precoce for o diagnóstico. O tratamento é via oral, constituído pela associação de dois ou três medicamentos e é denominado poliquimioterapia.

Como se prevenir?

É importante que se divulgue junto à população os sinais e sintomas da doença e a existência de tratamento e cura, através de todos os meios de comunicação. A prevenção baseia-se no exame dermato-neurológico e aplicação da vacina BCG em todas as pessoas que compartilham o mesmo domicílio com o portador da doença.

IMPORTANTE

  •  Somente um médico pode diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios.

Fonte: Ministério da Saúde. Secretária de Vigilância em Saúde.

Publicado em Medicina Preventiva | Deixe um comentário

Prevenção às DSTs e aids.

Não importa onde, nem quando, nem com quem. Se tem festa, tem que ter camisinha. Proteja-se. Vá a uma unidade de saúde e retire gratuitamente a sua camisinha. Aproveite para fazer o teste de HIV/aids, sífilis e hepatites virais. É rápido, gratuito, seguro e sigiloso.

Período de veiculação: 25/02/2014 a 31/12/2014

 

Fonte Ministério da Saúde

Publicado em Medicina Preventiva, Produtos & Serviços | Deixe um comentário

Câncer de pênis

campanha-câncer-de-pênis-zeroO câncer de pênis é um tumor raro, com maior incidência em homens a partir dos 50 anos, embora possa atingir também os mais jovens. Está relacionado às baixas condições socioeconômicas e de instrução, à má higiene íntima e a homens que não se submeteram à circuncisão (remoção do prepúcio, pele que reveste a glande – a “cabeça” do pênis).

O estreitamento do prepúcio é um fator de predisposição ao câncer peniano. Estudos científicos também sugerem a associação entre infecção pelo vírus HPV (papilomavírus humano) e o câncer de pênis.

A doença é responsável por cerca de 1.000 amputações por ano no Brasil e ocorre principalmente em homens dentro da faixa etária de vida sexual e economicamente ativa. O custo médio para o tratamento de cada paciente é de cerca de R$ 35 mil. Entretanto, os urologistas costumam dizer que ela pode ser perfeitamente evitável com informação, água e sabão.

No Brasil, esse tipo de tumor representa 2% de todos os tipos de câncer que atingem o homem, sendo mais frequente nas regiões Norte e Nordeste, superando até mesmo os casos de câncer de próstata e de bexiga.

Fonte: Ministério da Saúde

Publicado em Medicina Preventiva | Deixe um comentário

Você sabe o que é Leishmaniose

leishmanioseÉ uma doença transmitida por protozoários do gênero Leishmania. No Brasil existem atualmente seis espécies de protozoários responsáveis por causar doença humana. As variedades mais encontradas são a Leishmaniose Visceral (LV) e a Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA).

Leishmaniose Visceral
É conhecida como calazar, esplenomegalia tropical e febre dundun. É infecciosa, mas não contagiosa. Acomete vísceras, como o fígado e o baço, podendo ocasionar aumento de volume abdominal.

Transmissão
A LV é transmitida ao homem por meio da picada do inseto vetor (Lutzomyia longipalpis) conhecido popularmente como “mosquito-palha, birigui, asa branca, tatuquira e cangalhinha”. Esses insetos têm hábitos noturnos e vespertinos, atacando o homem e os animais principalmente no início da noite e ao amanhecer.

Sintomas
Os sintomas mais freqüentes são febre e aumento do volume do fígado e do baço, emagrecimento, complicações cardíacas e circulatórias, desânimo, prostração, apatia e palidez. Pode haver tosse, diarréia, respiração acelerada, hemorragias e sinais de infecções associadas. Quando não tratada, a doença evolui podendo levar à morte até 90% dos doentes.

Tratamento
O SUS oferece tratamento específico e gratuito para a doença. O tratamento é feito com uso de medicamentos específicos a base de antimônio, repouso e uma boa alimentação. A droga de primeira escolha para tratamento de casos de LV é o antimoniato de N-metil glucamina (Glucantime®).

É importante reforçar que quanto antes o doente procurar orientação médica e tratamento, maior a possibilidade de recuperação e cura.

Prevenção
As medidas preventivas visam a redução do contato homem-vetor, podendo ser realizadas medidas de proteção individual, dirigidas ao vetor e à população canina, tais como: uso de mosquiteiros com malha fina, telagem de portas e janelas, uso de repelentes, manejo ambiental, através da limpeza de quintais, terrenos e praças, eliminação de fontes de umidade, não permanência de animais domésticos dentro de casa, eliminação e destino adequado de resíduos sólidos orgânicos, entre outras medidas de higiene e conservação ambiental que evitam a proliferação do inseto vetor.

Leishmaniose Tegumentar Americana
É uma doença infecciosa, não contagiosa, que provoca úlceras na pele e mucosas. É transmitida ao homem pela picada das fêmeas de flebotomíneos infectadas.

Transmissão
A transmissão ocorre pela picada de fêmeas de flebotomíneos infectadas.

Sintomas
As lesões podem ocorrer na pele e/ou mucosas. As lesões de pele podem ser única, múltiplas, disseminada ou difusa. Apresentam aspecto de úlceras, com bordas elevadas e fundo granuloso, geralmente indolor. As lesões mucosas são mais freqüentes no nariz, boca e garganta. Quando atingem o nariz podem ocorrer entupimentos, sangramentos, coriza e aparecimento de crostas e feridas. Na garganta, dor ao engolir, rouquidão e tosse.

Tratamento
O SUS oferece tratamento específico e gratuito para a doença. O tratamento é feito com uso de medicamentos específicos a base de antimônio, repouso e uma boa alimentação. A droga de primeira escolha para tratamento de casos de LTA é o antimoniato de N-metil glucamina (Glucantime®). Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a dose do Glucantime® deve ser calculada em mg/Sb+5/Kg/dia, Sb+5, significando antimônio pentavalente. Para as lesões cutâneas, o esquema de tratamento é de 15 mg/Sb+5/Kg/dia por um período de 20 dias e para cutânea difusa o tratamento é de 20 mg/Sb+5/Kg/dia por um período de 20 dias.

Para as lesões mucosas, é recomendada a dose de 20 mg/Sb+5/Kg/dia por um período de 30 dias. Outras opções terapêuticas disponíveis nos serviços de saúde são: isotionato de pentamidina e anfotericina B.

Prevenção
O Ministério da Saúde recomenda ações dirigidas à:

  • População humana: medidas de proteção individual, tais como usar repelentes e evitar a exposição nos horários de atividades do vetor (crepúsculo e noite) em ambientes onde este habitualmente possa ser encontrado;
  • Vetor: manejo ambiental, através da limpeza de quintais e terrenos, a fim de alterar as condições do meio, que propiciem o estabelecimento de criadouros para formas imaturas do vetor;
  • Atividades de educação em saúde: devem ser inseridas em todos os serviços que desenvolvam as ações de vigilância e controle da LTA, requerendo o envolvimento efetivo das equipes multiprofissionais e multiinstitucionais com vistas ao trabalho articulado nas diferentes unidades de prestação de serviços.

 

Fonte: Ministério da Saúde

Publicado em Medicina Preventiva | Deixe um comentário

Alegria previne ataques cardíacos

Viva-com-alegria

A tese foi endossada por uma investigação da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, que considerou os níveis de satisfação com a vida de 1.483 voluntários. Chama a atenção, segundo Carlos Alberto Pastore, cardiologista do Instituto do Coração, em São Paulo, que alcançar a felicidade reduz em até um terço o risco de panes no peito em fumantes, diabéticos, hipertensos e pessoas com colesterol alto, gente que deve ficar mais atenta à saúde cardiovascular. “A tensão crônica predispõe o corpo a inflamações e aumenta a frequência cardíaca e a pressão”.

 

Fonte: Saúde

Publicado em Curiosidades | Deixe um comentário

Boa noite.

images

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Dicas para viver bem

10 Dicas que vão ajudar as crianças a desenvolver hábitos saudáveis

baby_1_r22_c4
Rotinas essenciais na infância que se refletem na saúde do adulto

Se ajudar o seu filho a desenvolver hábitos saudáveis, ele irá ter benefícios ao longo de toda a sua vida. As dicas abaixo irão ajudá-lo a começar:

1. Ser um exemplo. Se as crianças virem você comendo alimentos saudáveis e tentar seguir uma vida ativa, irão reparar nos esforços que faz para manter uma vida saudável e vão receber a mensagem correta a partir da própria família.

2. Atividades em família. Se fizer planos de atividades que incluam toda a família todos irão se beneficiar. Podem ser planos simples, como caminhadas, passeios de bicicleta, jardinagem, entre outras atividades que podem ser feitas em grupo.

3. Seja positivo. Como as crianças não gostam de ser repreendidas constantemente pelo que não podem fazer, mantenha uma postura positiva e divertida. E não se esqueça de elogiar quando a criança faz algo positivo.

4. Limite o tempo da televisão, vídeo jogos e computador. Se a criança desenvolver o hábito de dedicar muito tempo na frente da televisão ou jogar vídeo game, vai desenvolver também um estilo de vida sedentário. Estabeleça um limite de 2 horas ao dia.

5. Seja realista. Quando estabelecer limites e objetivos seja realista. Se começar gradualmente com pequenas coisas será mais fácil observar uma progressão, do que se estabelecer à partida objetivos difíceis.

6. Encoraje as atividades físicas de que a criança gosta. Deixe a sua criança experimentar várias atividades diferentes até que ela encontre uma de que realmente gosta. Se a criança gostar daquilo que faz, vai praticá-lo durante mais tempo.

7. Jantares em família. Faça com que a hora do jantar seja a hora da família, pois dessa forma vai conseguir controlar melhor aquilo que a criança come.

8. Escolha prêmios gratificantes. Celebre o bom comportamento de uma criança com algo diferente e não com doces ou tempo para ver televisão.

9. Faça um jogo de leitura de rótulos de alimentos. Toda a família irá aprender a ter consciência do que come.

10. Envolva-se. Mantenha-se ativo naquilo que diz respeito à saúde da criança. Por exemplo, insista que na escola se façam boas escolhas alimentares. Faça ouvir a sua voz!

 

Fonte: http://www.heart.org/

Publicado em Produtos & Serviços | Deixe um comentário

Mensagem colocada na porta do consultório médico

Postura-de-Lotus

O resfriado escorre quando o corpo não chora.

A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições. O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.

O diabetes invade quando a solidão dói.

O corpo engorda quando a insatisfação aperta.

A dor de cabeça deprime quando as dúvidas aumentam.

O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.

A alegria desaparece quando o perfeccionismo fica intolerável.

As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.

O peito aperta quando o orgulho escraviza.

A pressão sobe quando o medo aprisiona.

As neuroses paralisam quando a “criança interna”tiraniza.

A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade.

Autor anônimo

Citação | Publicado em por | Deixe um comentário

Mensagem colocada na porta do consultório médico

Postura-de-Lotus

O resfriado escorre quando o corpo não chora.

A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições. O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.

O diabetes invade quando a solidão dói.

O corpo engorda quando a insatisfação aperta.

A dor de cabeça deprime quando as dúvidas aumentam.

O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.

A alegria desaparece quando o perfeccionismo fica intolerável.

As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.

O peito aperta quando o orgulho escraviza.

A pressão sobe quando o medo aprisiona.

As neuroses paralisam quando a “criança interna”tiraniza.

A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade.

Autor anônimo

Citação | Publicado em por | Deixe um comentário

Planos de Saúde

Consulte-nos. Estamos à sua disposição.

Tel: (11) 2724-5353

log todos os planos de saude

1 - Cópia

Publicado em Produtos & Serviços | Deixe um comentário

Bolo de gengibre com geleia real

geleia-real-e-perfeita-para-manter-a-beleza-em-dia

Rendimento: 16 porções

Calorias por porção: 104 kcal

Ingredientes

  • 3 ovos
  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo integral
  • 1/2 xícara (chá) de geleia real
  • 1/2 xícara (chá) de quinoa em flocos
  • 1/4 de xícara (chá) de açúcar mascavo
  • 1/4 de xícara (chá) de óleo de coco
  • 1 colher (sopa) de gengibre ralado
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó

Preparo

Bata as claras em neve e reserve. Depois, bata as gemas, a geleia, o óleo de coco e o açúcar na batedeira até obter um creme homogêneo. Adicione a farinha e mexa. Acrescente o fermento, a quinoa e o gengibre e bata levemente. Misture, delicadamente, as claras em neve. Despeje a massa em uma forma untada e enfarinhada. Leve ao forno médio, preaquecido, por aproximadamente 40 minutos.

Fonte: Viva Saúde

Publicado em Receitas de pratos doces | Deixe um comentário

Geleia real

Geleia real um ótimo cicatrizante

images

Totalmente natural e fácil de introduzir na dieta, pois combina muito bem com diversos acompanhamentos, a geleia real é na verdade uma secreção glandular, de cor clara e aspecto gelatinoso, proveniente das abelhas mais jovens. Muito indicada contra a gastrite, por causa de sua propriedade antibacteriana e cicatrizante,serve, inicialmente, para a alimentação da abelha-rainha, que pode viver até cinco anos graças a alimentação baseada na substância. Aplicada na dieta humana, além de ser rica em vitaminas, minerais, reduz o nível de colesterol ruim, é eficaz em casos de anemia e alivia dores reumáticas. Ela ainda contribui para aumentar a resistência contra gripes, já que estimula o sistema imunológico. Um de seus principais benefícios, no entanto, é o fato de regularizar o metabolismo energético.

Assim, auxilia também no tratamento de úlcera e outras doenças degenerativas, e protege a mucosa gástrica por meio da estimulação de fornecimento de sangue. Possui ação anti-inflamatória relacionada com as propriedades antioxidantes existentes e facilita o metabolismo celular, já que atua como estimulante e fortificante.

Modo de usar: Prefira consumir a geleia real pela manhã (em jejum) ou ao se deitar, e apenas 3 g ao dia são suficientes para ter seus benefícios. Dica importante: sempre use uma colher de plástico ou madeira para retirar a quantidade que você consumirá no dia.

Todos os benefícios

Rica em vitaminas, minerais e proteínas, ajuda a eliminar o cansaço físico e mental, reduz o nível de colesterol ruim e alivia dores reumáticas.

Alimento da rainha

A geleia real ainda desperta muito interesse dos cientistas, loucos para descobrir mais sobre seus principais benefícios. Na natureza, o que sabemos até agora é que o alimento é consumido exclusivamente pelas larvas de abelhas, até se tornarem rainhas. Ou seja, todas as abelhas que consomem a geleia ganham o que podemos chamar de “poderes reais”, sendo aptas a procriar (uma vez que as abelhas operárias são inférteis) e ser donas de suas próprias colmeias.

 

Fonte: Viva Saúde

 

 

Publicado em Alimentação, Curiosidades, Medicina Preventiva | Deixe um comentário

Você sabe o que é refluxo?

333177-refluxo-gastro-esofalgico1

Azia, queimação, rouquidão, regurgitação, tosse e até infecções respiratórias frequentes podem ser sinais de que o pequeno músculo que separa o esôfago do estômago não está funcionando de maneira correta. Ele é chamado esfíncter esofágico e funciona como uma tampa que separa o esôfago do estômago e abre para engolirmos os alimentos. O normal é que o esfíncter fique contraído durante o resto do tempo, para evitar que os alimentos e o ácido do estômago voltem para o esôfago. Quando a pressão que o esfíncter esofagiano faz não está sendo suficiente para impedir que este conteúdo do estômago volte para o esôfago, ocorre o chamado refluxo.

De acordo com o gastroenterologista do Hospital Federal dos Servidores do Estado (HSE), André Nazar, o mau funcionamento do esfíncter esofágico pode ocorrer por fatores como obesidade, hábitos alimentares inadequados, deitar logo após ingerir grande quantidade de comida, consumo demasiado de bebidas alcoólicas, tabagismo e gravidez. “Toda condição que aumenta a pressão abdominal, aumenta a possibilidade da ocorrência do refluxo do conteúdo do estômago para o esôfago. Roupa ou cinto muito apertado, que pressione demasiadamente o abdome, pode ser uma condição”, observa o médico.

A dieta para evitar o refluxo se baseia na ingestão de alimentos que não estimulam demais o estômago a produzir suco gástrico. Por isso, o gastroenterologista recomenda evitar café e derivados da cafeína, bebidas alcoólicas, chocolate, extrato de tomate, refrigerantes, carnes gordas, embutidos, frutas e sucos de frutas cítricas, além de alimentos muito condimentados ou apimentados. Ele acrescenta que a prática regular de atividades físicas de intensidade leve a moderada é importante para reduzir as chances de ocorrer o refluxo.

O médico ressalta que há casos em que o refluxo é frequentemente notado na hora de dormir, devido a fatores que vão desde a dieta errada à postura durante o sono. “É aconselhável dar preferência por refeições fracionadas durante o dia e com porções menores no jantar para reduzir a quantidade de ácido produzida antes de dormir. É indicado evitar deitar logo após comer. Dormir com cabeça e torso elevados por dois travesseiros também ajuda a reduzir o refluxo”, orienta André Nazar.

Refluxo infantil - É normal o bebê golfar um pouco de leite depois de mamar ou até vomitar vez ou outra. Algumas crianças, no entanto, golfam em grande quantidade e isto pode ser sinal de refluxo. “Associado ao soluço extremo, infecções respiratórias recorrentes ou tosse, e até mesmo desencadeando crises de asma, a possibilidade de refluxo deve ser levada em conta”, frisa o gastroenterologista do HSE.

O diagnóstico do refluxo tanto nos bebês quanto nos adultos deve ser clínico, ou seja, feito por um médico baseado no exame físico do paciente e na descrição dos sintomas. “É importante procurar um especialista para identificar necessidade de uso de medicamentos e acompanhamento. O tratamento, em casos mais sérios, pode ser cirúrgico. Um dos exames para confirmar o refluxo é a endoscopia digestiva, que permite observar, inclusive se o esôfago está inflamado , popularmente conhecido como esofagite”, explica André Nazar.

Fonte: Agência Saúde

 

Publicado em Medicina Preventiva | Deixe um comentário

Se não for tratada da maneira correta, pressão alta pode causar danos irreversíveis à saúde

pressao-alta-ck

A hipertensão ou pressão alta é uma doença sorrateira, que acomete homens e mulheres de todas as faixas etárias. O problema é caracterizado pela elevação dos níveis tensionais no sangue e geralmente está acompanhado por enfermidades como obesidade, sedentarismo ou problemas cardíacos, por exemplo. “Ele ataca silenciosamente, muitas pessoas nem sabem que têm o problema. Os sintomas mais comuns durante uma crise são a cefaleia, mal estar, cansaço, falta de ar, dor no peito e visão turva”, explica o cardiologista e chefe do Centro de Cuidados Coronarianos do Hospital Federal do Andaraí/RJ, Geraldo Chedide.

Em uma crise hipertensiva, nem sempre todos esses sintomas estão presentes ao mesmo tempo. Se o indivíduo sentir alguma dessas alterações, deve procurar um médico imediatamente para aferir a pressão. “Apesar de ser uma doença silenciosa, a cefaleia da pressão alta é bem característica. Ela é mais matinal e a dor começa na região da nuca. Normalmente a pessoa já acorda com ela. Quando a hipertensão está em níveis mais altos, a pessoa sente fortes tonturas, fica com a visão turva e vendo pontos luminosos”, explica. O médico diz ainda que o cansaço é um sintoma comum e que deve ser levado em conta.

Quando não tratada, a pressão alta pode levar a complicações que atingem o sistema cardiovascular, renal e nervoso, podendo ainda acarretar aumento do coração. A doença é uma das principais causas de morte súbita no país. “Uma das maiores preocupações é o coração, rins e cérebro. A hipertensão pode levar à insuficiência cardíaca, aneurismas nos vasos cerebrais e aumentando no risco de acidente vascular cerebral. Além disso, ela pode atacar os rins e provocar muitas vezes ataques cardíacos ou lesões arteriais em outros órgãos do organismo”, alerta.

Causas - A pressão alta é hereditária na maioria dos casos. Ela também pode ser causada por doenças relacionadas. “A hipertensão pode estar ligada a distúrbios da tireoide ou em glândulas endocrinológicas, como a suprarrenal. Entretanto, existe uma série de outros fatores que influenciam nos níveis de pressão arterial como a obesidade, fumo, excesso de bebida alcoólica, diabetes e sedentarismo”, afirma Chedide.

Durante a gestação - Segundo o especialista, a pressão alta é um mal que atinge um número considerável de grávidas e pode trazer graves consequências para mãe e filho. Felizmente, é possível diagnosticar o problema precocemente. “Existem dois casos: a mulher que já era hipertensa antes mesmo de engravidar e a que desenvolveu a hipertensão durante a gestação. Geralmente o problema é detectado durante o pré-natal. Sendo diagnosticada, a gestante precisa evitar maus hábitos e uma dieta rica em sal. Também é importante deixar o sedentarismo e se alimentar de forma equilibrada. Nem sempre a hipertensão apresenta sintomas, mas a mulher precisa estar atenta às dores de cabeça e procurar um médico o mais rápido possível.” O cardiologista lembra que entre 5 e 7% das grávidas sofrem com o problema.

A prática regular de atividades físicas é uma das medidas que ajudam no combate à hipertensão e controle da pressão arterial. “Ela é terapêutica, mas só deve ser liberada após uma avaliação médica. As atividades aeróbicas de pouco impacto tem benefícios comprovados, além disso, é fundamental que o individuo busque adquirir hábitos de vida mais saudáveis”, finaliza o médico.

Fonte: Agência Saúde

Publicado em Medicina Preventiva | Deixe um comentário

Felicidade…

felicidade-dicas

“Felicidade é calma. Consciência. É ter talento para aturar o inevitável, é tirar algum proveito do imprevisto, é ficar debochadamente assombrado consigo próprio: como é que eu me meti nessa, como é que foi acontecer comigo? Pois é, são os efeitos colaterais de se estar vivo.”

Citação | Publicado em por | Deixe um comentário

Câncer de mama

FT1318980209

É o tipo de câncer mais freqüente na mulher brasileira. Nesta doença, ocorre um desenvolvimento anormal das células da mama, que multiplicam-se repetidamente até formarem um tumor maligno.

Como a mulher pode perceber a doença?

O sintoma do câncer de mama mais fácil de ser percebido pela mulher é um caroço no seio, acompanhado ou não de dor. A pela da mama pode ficar parecida com uma casca de laranja; também podem aparecer pequenos caroços embaixo do braço. Deve-se lembrar que nem todo caroço é um câncer de mama, por isso é importante consultar um profissional de saúde.

Como descobrir a doença mais cedo?

Toda mulher com 40 anos ou mais de idade deve procurar um ambulatório, centro ou posto de saúde para realizar o exame clínico das mamas anualmente, além disso, toda mulher, entre 50 e 69 anos deve fazer pelo menos uma mamografia a cada dois anos. O serviço de saúde deve ser procurado mesmo que não tenha sintomas!

O que é o exame clínico das mamas?

É o exame das mamas realizado por médico ou enfermeiro treinado para essa atividade. Neste exame poderão ser identificadas alterações nas mesmas. Se for necessário, será indicado um exame mais específico, como a mamografia.

O que é mamografia?

È um exame muito simples que consiste em um raio-X da mama e permite descobrir o câncer quando o tumor ainda é bem pequeno.

O que pode aumentar o risco de ter câncer de mama?

Se uma pessoa da família – principalmente a mãe, irmã ou filha – teve essa doença antes dos 50 anos de idade, a mulher tem mais chances de ter um câncer de mama. Quem já teve câncer em uma das mamas ou câncer de ovário, em qualquer idade, também deve ficar atenta. As mulheres com maior risco de ter o câncer de mama devem tomar cuidados especiais, fazendo, a partir dos 35 anos de idade, o exame clínico das mamas e a mamografia, uma vez por ano.

O auto-exame previne a doença?

O exame das mamas realizado pela própria mulher, apalpando os seios, ajuda no conhecimento do próprio corpo, entretanto, esse exame não substitui o exame clínico das mamas realizado por um profissional de saúde treinado. Caso a mulher observe alguma alteração deve procurar imediatamente o serviço de saúde mais próximo de sua residência. Mesmo que não encontre nenhuma alteração no auto-exame, as mamas devem ser examinadas uma vez por ano por um profissional de saúde!

auto

O que mais a mulher pode fazer para se cuidar?

Ter uma alimentação saudável e equilibrada (com frutas, legumes e verduras), praticar atividades físicas (qualquer atividade que movimente seu corpo) e não fumar. Essas são algumas dicas que podem ajudar na prevenção de várias doenças, inclusive do câncer.

 Fonte: Ministério da Saúde
Publicado em Produtos & Serviços | Deixe um comentário

Cuidados importantes ao preparar alimentos

maos lavando

Regras para a preparação de alimentos

Alimentos podem ser fontes de nutrientes, porém, sem o cuidado adequado durante a preparação e o armazenamento, corre-se o risco de adquirir uma doença transmitida por alimento (DTA). Ela pode causar problemas no intestino, desde um desconforto até algo mais grave, como, por exemplo, a perfuração intestinal em uma febre tifoide. Mas com alguns cuidados é possível garantir uma alimentação saudável e segura.

Como em saúde pública a prevenção é o melhor caminho, a Organização Mundial da Saúde (OMS) elaborou um conjunto de regras que devem ser seguidas pelo consumidor ao comprar e preparar seus alimentos. Este conjunto de dicas, chamado de Regras de Ouro da OMS para a preparação de alimentos, é uma referência mundial e é apresentado neste espaço. 

1) Evitar os alimentos clandestinos

Os alimentos consumidos crus (como frutas, verduras e legumes) devem ser muito bem lavados. Não compre ovo, frango e leite de origem clandestina.

2) Cozinhar bem os alimentos

Carnes e peixes devem ser cozidos em temperatura superior a 70ºC, eliminando muitas contaminações. Os alimentos que estiverem congelados devem ser bem descongelados antes de começar o preparo para cozinhar.

3) Fazer a quantia certa para evitar sobras

Quando os alimentos cozidos são deixados à temperatura ambiente, os microrganismos começam a se multiplicar. Quanto mais se espera, maior o risco. Para não correr perigos desnecessários, convém comer os alimentos imediatamente.

4) Guardar cuidadosamente as sobras

As sobras de alimentos devem ser guardadas na geladeira, em temperatura igual ou inferior a 10 graus. No caso de alimentos para lactentes, o melhor é não guardá-los.

5) Aquecer bem os alimentos cozidos

Aqueça muito bem os alimentos que foram gelados: mexa e misture para aquecer por igual. Se possível, junte água que permite a fervura e mata os microorganismos.

6) Não misture os alimentos crus e cozidos

Quando se corta um alimento cru, deve-se lavar a faca e a tábua antes de cortar um alimento cozido. Evite tábuas de madeira e colheres de pau. Prefira polietileno e plástico resistente.

7) Lavar as mãos antes de cozinhar

Mantenha as mãos muito limpas antes de começar a cozinhar. Depois de mexer com carne, peixe ou frango, lave as mãos antes de manusear os temperos e farinhas, por exemplo.

8) Manter a cozinha limpa

Como os alimentos se contaminam facilmente, convém manter limpas todas as áreas onde será feito o preparo, incluindo também os utensílios e equipamentos a serem utilizados.

9) Proteger os alimentos dos insetos e animais

Eles transportam microorganismos que causam doenças. Proteja os alimentos, guardando-os em vasilhas bem fechadas.

10) Utilizar sempre água pura

Para beber ou cozinhar, use sempre água pura. Em caso de dúvida quanto à pureza, ferva a água durante 15 minutos.

Fonte: Secretária da Saúde do Estado de São Paulo

Publicado em Medicina Preventiva | Deixe um comentário

Esperança

esperanca

Às vezes, a vida, o sofrimento, as injustiças são maiores do que nós. Mas, se acreditarmos numa luz que mora lá no fundo, dentro da gente, voltamos a sonhar.

Herbert De Souza (Betinho)

Citação | Publicado em por | Deixe um comentário

Crianças precisam de supervisão no banho até os seis anos

banho1

Para algumas mães, a dificuldade começa antes de chegar ao chuveiro. Elas precisam chamar, pedir e insistir para que a criança entenda que é preciso. No entanto, as complicações não param por aí. O banho dos pequenos requer supervisão constante e alguns cuidados especiais. O ideal é que um adulto esteja junto até, ao menos, os seis anos. Afinal, um descuido pode resultar em afogamentos, quedas e lesões.

A palavra-chave na hora de dar banho é atenção. Portanto, é importante que as mães se planejem para que não falte nenhum item na hora do banho, assim as crianças nunca ficam sozinhas, nem mesmo por pouco tempo. O melhor é deixar tudo pronto e por perto e só depois colocá-las na banheira. Além disso, como os pequenos têm a pele mais sensível e são ainda muito indefesos, cuidados na escolha dos produtos são necessários.

Segundo a pediatra do Hospital Pequeno Príncipe, de Curitiba, Neuma Kormann, as crianças não devem entrar em banheiras de adultos, pois são profundas demais, o que aumenta as chances de ocorrer afogamentos. Além disso, o cabelo pode ficar preso no ralo, causando lesões gravíssimas. Outro item de banheiro que deve estar longe dos pequenos é a cortina de box, pois eles podem se segurar e cair. Para evitar as quedas, aliás, é recomendado o uso de tapetes antiderrapantes.

Da mesma forma, a escolha dos produtos de higiene também merece atenção. De acordo com o dermatologista Gilvan Ferreira Vargas, a pele dos bebês é ainda muito permeável até os seis meses, o que os torna mais suscetíveis a alergias e intoxicações. Portanto, nessa faixa etária, os sabonetes e os géis de banho neutros ou sem perfume são os mais indicados.

Quando os pequenos passaram dos seis meses, podem começar a utilizar uma maior variedade de produtos, mas o melhor é optar pelos destinados ao público infantil ou por aqueles que contêm pouca ou nenhuma substância química. O uso do xampu e do condicionador se inicia por volta do primeiro ou segundo ano, quando o cabelo já estiver crescido. Segundo Gilvan, o melhor é evitar o compartilhamento do sabonete, pois por meio dele é possível passar micro-organismos ou infecções, como os furúnculos. Se necessário, o melhor é separar um item para as crianças e outro para os adultos.

Água da banheira deve estar abaixo do umbigo

Em geral, o primeiro banho não conta com a participação das mães, mas sim de profissionais de saúde da maternidade. São as enfermeiras, inclusive, que poderão dar algumas dicas para realizar a higiene da criança. Não há, no entanto, muitas diferenças nos cuidados dos recém-nascidos em comparação aos bebês.

O banho é um dos momentos de maior intimidade entre a mãe e o filho. Segundo o membro do Departamento de Pediatria Ambulatorial e Cuidados Primários da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP), José Gabel, é interessante que a família crie uma espécie de ritual do banho, em que o local e o horário são normalmente os mesmos. Dessa forma, fica mais fácil para a criança se ambientar e se acostumar com a atividade.

O utensílio de banho mais recomendado é a banheira infantil, que deve ser colocada em uma altura confortável para a mãe. A ducha do chuveiro pode auxiliar no procedimento, desde que o jato não seja muito forte. Com uma  mão se segura o corpo do bebê a cerca de 40 ou 60 graus e, com a outra, é feita a higiene. No entanto, para o pediatra, a pessoa pode escolher uma forma que se sinta mais segura, desde que a criança não fique completamente deitada e a quantidade de água cubra somente uma parte da barriga, deixando o umbigo à mostra.

Como a pele dos pequenos é muito sensível, é importante prestar atenção na temperatura da água. Com o próprio pulso ou um termômetro adequado, os pais podem verificar se ela está apropriada. Segundo o dermatologista, o mais recomendado é que esteja entre 34°C e 36°C, pois temperaturas superiores podem causar lesões cutâneas.

A higiene pode ser feita somente com a mão ou com o auxílio de uma esponja, mas deve ser delicada para não machucar a pele. As dobrinhas, como as do pescoço e das pernas, precisam de atenção especial, pois é comum que esses cantos acumulem sujeiras ou fiquem úmidos, o que pode causar fungos, como a candíase. Durante o banho, a limpeza do coto do cordão umbilical também pode ser feita com água e sabão, mas depois se recomenda o uso de álcool 70%.

Segundo o pediatra, o horário ideal do banho é um período do dia em que a criança esteja mais calma, como o final da tarde. Além disso, é importante que seja um momento em que a mãe não tenha outro compromisso, para poder realizar o procedimento tranquilamente e sem precisar deixar o bebê sozinho.

Após sair do banho, o bebê deve ser seco com toalhas macias ou toalhas-fralda, mas sem esfregar. O uso de secador não é recomendado, pois a temperatura alta pode causar queimaduras. A limpeza da banheira pode ser feita apenas com água corrente e é desnecessário utilizar água fervente ou algum produto de limpeza específico. Tanto os pequenos quanto as crianças maiores devem evitar ir para rua logo após o banho, em especial nos dias frios. Isso porque a diferença de temperaturas pode facilitar o contágio de um resfriado ou, até mesmo, causar um choque térmico.

A transição da banheira para o chuveiro pode ocorrer assim que a criança começar a se sustentar de pé. Segundo Neuma, os pais podem aos poucos ensinar os pequenos a se limparem. Com o tempo, eles podem ganhar mais liberdade, mas não é recomendado deixá-los sozinhos antes dos seis ou sete anos. Mesmo nessa faixa etária, o ideal é que um adulto verifique se está tudo bem com a criança, até porque ela nem sempre consegue tirar toda a sujeira sozinha ou de forma adequada.

Dar banho nos pequenos pode ser uma tarefa chata ou divertida, vai depender da disposição da família. Em vez de se estressar, os pais podem aproveitar esse momento para conversar e se aproximar dos filhos. Vale levar brinquedos, fazer piadas e se divertir. Só não podem se esquecer de limpar bem todos os cantinhos, até mesmo atrás das orelhas.

 

Fonte: Mulher terra

Publicado em Medicina Preventiva | Deixe um comentário

Seu filho único não precisa ser mimado

filho-unico

O casal se separou, a idade dos pais já está avançada, a falta de grana pesou e por aí vão os motivos que levam adultos a tomar uma decisão que pode fazer diferença no futuro: ter um filho só. Surge aí uma família em que não existirão tios ou primos, e na qual o cuidado com os pais idosos ficará a cargo de um único filho. Mas, no tempo presente, ter um pimpolho que convive só com adultos em casa exige cuidados diferentes na forma de educar.

“Há vantagens e desvantagens em todos os formatos de famílias, e dar um irmão a seu filho não é garantia de união”, ressalta a terapeuta familiar Roberta Palermo. Uma criança sem irmãos, no entanto, tende a ser mais protegida pelos pais, e a falta de regras e de rotina pode gerar problemas ao longo da vida. Um filho único que não tem frustrações pode se tornar uma criança birrenta e um adulto intolerante para lidar com as dificuldades. Mas o egoísmo não é regra: em uma família adequadamente estruturada, educar um filho único dá trabalho, mas garante que ele tenha as mesmas noções que uma criança com irmãos.

Para perceber se seu filho único está sendo mimado, uma pergunta simples responde a questão: quem está decidindo as rotinas da casa, você ou ele? Todos seguem os mesmos limites ou as regras funcionam em função do desejo de exceção da criança? Para o professor do departamento de psicologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Orestes Diniz Neto, filhos únicos são únicos apenas para seus pais, e devem ser educados para respeitar crianças e adultos ao seu redor. “Pais, não façam do desejo da criança o seu desejo e nem um imperialismo”, orienta o especialista.

São os pais os responsáveis por decidir a hora de deitar, se é momento para o pequeno assistir à televisão ou se ele merece ganhar o brinquedo da vitrine da loja. A rotina dá estabilidade emocional ao cotidiano da criança e a ensina a lidar com a frustração. “Toda criança deve aprender a esperar e a batalhar pelos desejos”, diz Neto.

Divida responsabilidades

No dia a dia, divida as responsabilidades com a criança. Se ela não encontra seus pertences, por exemplo, ajude-a a procurar, mas não procure para ela. Deixe que ela arrume o quarto, amarre o próprio tênis e vista o uniforme. Outra dica: mesmo filhos únicos precisam conviver com “irmãos postiços”, como primos ou amigos. Por isso, vale estimular que as crianças visitem casas de colegas da escola e frequentem parquinhos de diversão.

Quanto aos mimos, a terapeuta Roberta dá um último alerta: dar afeto e cuidado não é mimar. Fazer pequenos mimos de vez em quando é saudável, o fundamental é ter bom senso e não fazer tudo sempre pelo pequeno.

 

Fonte: Mulher terra

Publicado em Curiosidades, Medicina Preventiva | Deixe um comentário

Esperança

esperanca

Citação | Publicado em por | Deixe um comentário

Salada com nozes

nozes

Rendimento: 4 porções

Calorias por porção: 104 kcal

Ingredientes

  • 1 prato de (sobremesa) de alface picada
  • 1 prato (sobremesa) de agrião
  • 1 cenoura ralada
  • 1/4 de repolho roxo ralado
  • 1/2 lata de milho-verde em conserva
  • 4 palmitos cortados em rodelas
  • 3 colheres (sopa) de ervilha fresca cozida
  • 100 g de peito de frango desfiado
  • 10 azeitonas sem caroço cortados em rodelas
  • 1/2 xícara (chá) de nozes picadas
  • 2 colheres (sopa) de suco de limão
  • 1/2 copo de iogurte desnatado
  • 1 colher (sopa) de maionese light
  • sal a gosto

Preparo

Despeje todos os ingredientes da salada em um prato grande ou em uma saladeira, começando pela alface e terminando com as azeitonas e as nozes. Prepare o molho juntando o limão, o iogurte, a maionese e o sal e despeje sobre a salada.

Fonte: Viva saúde

Publicado em Alimentação, Receitas de pratos salgadas | Deixe um comentário

Alimentação

Pular o café da manhã faz mal ao coração, diz estudo

Segundo pesquisa americana, homens que não fazem o desejejum regularmente têm um risco maior de infartar ou morrer por doença coronariana

922816_171451343024446_1017948447_n

Alimentação: deixar de tomar café da manhã pode ser um hábito ruim para a saúde cardíaca.

O café da manhã é a refeição mais importante do dia por uma série de motivos — entre eles, por fornecer ao corpo energia suficiente para começar o dia e evitar que uma pessoa tenha muita fome na hora de almoçar e, consequentemente, coma exageradamente. Uma nova pesquisa feita na Universidade Harvard, nos Estados Unidos, confirma a importância do desjejum ao engrossar a lista de problemas que essa refeição ajuda a evitar. Segundo o estudo, homens que pulam o café da manhã têm 27% mais riscos de infartar ou de sofrer uma doença coronariana fatal.

De acordo com Leah Cahill, pesquisadora do Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública de Harvard e coordenadora do estudo, pular o café da manhã pode levar a um ou mais fatores de risco ao coração, como obesidade, pressão alta e diabetes.

A pesquisa, publicada nesta segunda-feira no periódico Circulation, aplicou, ao longo de 16 anos, vários questionários sobre hábitos alimentares em 26.902 homens de 45 a 82 anos de idade.

Resultados — Ao final do estudo, a equipe descobriu que os participantes que tinham o hábito de pular o desjejum apresentaram um risco 27% maior de infartar ou de morrer em decorrência de uma coronariopatia, em comparação com aqueles que faziam a refeição. De acordo com o levantamento, os homens que não tomavam café da manhã tendiam a ser mais jovens, eram mais propensos a fumar, a trabalhar em período integral, e a ser solteiros e sedentários.

“Não pule o café da manhã. Essa refeição está associada a uma diminuição do risco de ataques cardíacos. Incorporar alimentos saudáveis é uma forma fácil de garantir que a refeição forneça uma quantidade de energia adequada e um equilíbrio de nutrientes saudáveis”, diz Leah. “Adicionar nozes e frutas picadas em uma tigela com cereal integral, por exemplo, é uma ótima maneira de começar o dia.”

 

Fonte: Veja

Publicado em Alimentação, Medicina Preventiva | Deixe um comentário

Frango com iogurte

Para um final de semana bem light aqui vai uma receita bem leve e nutritiva.

Rendimento:

5 porções

Calorias por porções: 417 kcal

Ingredientes

  • 1 frango cortado nas juntas
  • 1 cebola média ralada
  • 2 dentes de alho amassados
  • sal e pimenta-do-reino a gosto
  • 1 pimentão verde picado
  • 1 pimentão vermelho picado
  • 2 copos de iogurte natural desnatado
  • 1 lata de molho de tomate

Preparo

Tempere o frango com cebola, alho, sal e pimenta. Coloque os pedaços, um ao lado do outro, numa forma refratária. Espalhe por cima os pimentões, o iogurte e o molho de tomate. Cubra com papel alumínio e leve para assar em forno preaquecido a 200 graus por 20 minutos, ou até que estejam assados. Retire o papel alumínio e asse por mais 20 minutos.

Fonte: Viva saúde

 

Publicado em Receitas de pratos salgadas | Deixe um comentário

Ministério da Saúde amplia acesso à vacina contra hepatite B

IMUNIZAÇÃO Hepatite B

hepatite b

A partir de agora, pessoas com até 49 anos podem receber a vacina gratuitamente em qualquer posto da rede pública. A medida deve beneficiar cerca 150 milhões de brasileiros

O Ministério da Saúde ampliou a faixa etária de vacinação contra a hepatite B. A partir de agora, homens e mulheres com até 49 anos poderão receber a vacina gratuitamente em qualquer posto de saúde. A medida beneficia um público-alvo de 150 milhões de pessoas – 75,6% da população total do Brasil. No ano passado, a idade limite para vacinação gratuita era até 29 anos.  A vacina é a medida de prevenção mais segura e eficaz contra a hepatite B e hepatite D.

O secretário de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, explica que a proteção é garantida quando a pessoa recebe três doses da vacina. A segunda dose deve ser aplicada 30 dias após a primeira e, a terceira, seis meses após a primeira.  “Todas as crianças recém-nascidas são vacinadas, mas estamos expandindo a faixa etária a outros grupos visando à eliminação da doença no futuro. Ela é segura, feita com engenharia genética e não tem contraindicação”, ressaltou o secretário.

A vacina também é oferecida aos grupos mais expostos à doença, independentemente da faixa etária, como gestantes, manicures, pedicures, podólogos, caminhoneiros, bombeiros, policiais civis, militares, rodoviários, doadores de sangue, profissionais do sexo e coletores de lixo domiciliar e hospitalar. Em 2012, mais de 15,7 milhões de pessoas foram protegidas contra a hepatite B.

SOBRE A DOENÇA - As hepatites são doenças que atacam o fígado, um dos órgãos mais importantes do corpo humano. Estimativas apontam que 2,3 milhões de brasileiros são portadores das hepatites, sendo (800 mil) do tipo B e (1,5 milhão) do tipo C. Toda a produção da vacina de hepatite B é feita pelo Instituto Butantan. O laboratório público abastece o Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde desde 1996.

A hepatite B é uma doença sexualmente transmissível, mas também pode ser transmitida pelo contato com sangue e por materiais cortantes contaminados, como alicate de unha. Por isso, o Ministério da Saúde alerta que, além do uso da camisinha em todas as relações sexuais, não se deve compartilhar escova de dente, alicates de unha, lâminas de barbear ou depilar. É importante também sempre usar materiais esterilizados ou descartáveis em estúdios de tatuagem e piercing, serviços de saúde, acupuntura, procedimentos médicos, odontológicos e hemodiálise.

SINTOMAS - Nem sempre a hepatite B apresenta sintomas. Quando aparecem, podem provocar cansaço, tontura ou ânsia de vômito. A pessoa pode levar anos para perceber que está doente. O diagnóstico e o tratamento precoce podem evitar a evolução da doença para cirrose ou câncer de fígado, por exemplo. O teste, o tratamento e o acompanhamento das hepatites virais estão disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2012, foram distribuídos 759,2 mil testes rápidos para triagem de hepatite B. Outros 5,1 milhões de testes convencionais foram realizados no SUS.

 

Fonte: Ministério da Saúde

Publicado em Medicina Preventiva, Utilidade Pública | Deixe um comentário

7 Fatores que pioram os problemas respiratórios

Existem muitas substâncias irritantes, algumas delas encontradas em sua própria casa, que podem desencadear os sintomas da asma.
Existem muitas substâncias irritantes, algumas delas encontradas em sua própria casa, que podem desencadear os sintomas da asma.

Alguns poluentes, como os criados pelo tráfego de veículos e fumo passivo, são causas bem conhecidas de problemas pulmonares, incluindo a asma. Mas existem muitas outras substâncias irritantes, algumas delas encontradas em sua própria casa, e que também podem desencadear os sintomas da asma.

1. Fogo de artifício

Por vezes, a queima de fogos de artifício pode provocar ataques de asma. Os artefatos liberam diversos poluentes químicos no ar que, se inalados, podem dar origem a crises asmáticas.

2. Airbags

Os aerossóis dos airbags podem agravar os sintomas da asma: quando são acionados, esses aparelhos de proteção liberam agentes químicos se espalham no ar e afetam as vias aéreas.

3. Farinha

A farinha é dos piores inimigos dos asmáticos. O pó da farinha irrita os pulmões, se inalado, desencadeando as crises de asma.

4. Gás

O dióxido de nitrogênio liberado pelos fogões a gás está ligado ao sintoma de falta de ar em pessoas asmáticas.

5. Velas

Por serem feitas de parafina, as velas quando queimam soltam tuloeno e benzeno, produtos que agravam os sintomas da asma.

6. Impressoras/Fotocopiadoras

As impressoras e fotocopiadoras a laser emitem particulas ultrafinas que pioram as doenças respiratórias.

7. Plástico

Alguns tipos de plástico, como o PVC – usado por exemplo nas cortinas do chuveiro, no revestimento do chão e em alguns brinquedos -, contêm ftalatos, um composto químico que está relacionado com sintomas de falta de ar em pessoas asmáticas.

FONTES : Receita de vida
Publicado em Medicina Preventiva | Deixe um comentário

Como evitar as doenças causadas pela mudança no clima

Durante o inverno é comum que doenças respiratórias surjam com mais facilidade.

Durante o inverno é comum que doenças respiratórias surjam com mais facilidade. Gripe, resfriados e alergias parecem se tornar as patologias do momento por causa das mudanças de temperatura.

Os principais motivos, segundo os médicos, são a baixa umidade do ar junto com os vários climas diferentes em um único dia e também a aglomeração de pessoas em locais fechados por causa do frio. Um organismo com sistema imunológico enfraquecido também colabora na hora de contrair doenças.

Veja como evitar estes tipos de doenças:

Lave as mãos e evite ficar tocando o rosto

A maioria dos vírus precisa de contato direto para transmissão. Muitas vezes, ao tocar superfícies contaminadas, como teclados de computadores, celulares, barras de apoio no transporte público, você pode estar passando ou pegando alguma bactéria. Por isso a importância de lavar sempre as mãos ou higienizar com álcool em gel.

Abra as janelas

Em casa, como a quantidade de pessoas é menor, a transmissão de gripes e resfriados é menor. Mesmo assim, é importante deixar o ar circular pelo ambiente. No trabalho e meios de transportes públicos, com a aglomeração, é importante manter janelas abertas. Caso sejam ambientes isolados, ares-condicionados e circulares de ar precisam estar sempre limpos.

Alimente-se bem

Manter uma dieta equilibrada, rica em vitaminas, fibras e minerais é de extrema importância para o corpo. Para fortalecer o sistema imunológico contra gripes e resfriados, é recomendada a ingestão de alimentos ricos em vitamina C (laranjas e outras frutas cítricas). Alho e saladas de folhas escuras (agrião e couve, por exemplo) também são indicados.

Descanse

Uma boa noite de sono faz toda a diferença. O corpo precisa de descanso para se recuperar e reforçar suas barreiras contra vírus. Relaxar durante o dia para evitar situações de estresse também ajuda a evitar o desgaste.

 

Fonte: Receita de vida

Publicado em Medicina Preventiva, Produtos & Serviços | Deixe um comentário

Poliomielite Campanha de Vacinação entra na última semana

vacinacao_polio_01_v

Campanha de vacinação entra na última semana

A mobilização termina nesta sexta-feira (21). Mais de oito milhões de crianças de seis meses a menores de cinco anos já foram vacinadas

A Campanha de Vacinação contra a Poliomielite se encerra nesta semana em todo o país. Os pais ou responsáveis têm até a sexta-feira (21) para levar as crianças de seis meses a menores de 5 anos para tomar a vacina. O balanço parcial do Ministério da Saúde indica que 8,4milhões crianças em todo país foram vacinadas contra a doença até o momento. Do público-alvo – formado por 12,9 milhões de criança – 65,2% já participaram da mobilização. A meta é atingir 95% deste público, o que totaliza 12,2 milhões de crianças.

De acordo com os dados preliminares repassados pelas secretarias estaduais e municipais de Saúde até as 12h desta segunda-feira (17), os estados com as maiores coberturas vacinais foram: Rio Grande do Sul (76,4%), Paraná (76,4%), Rondônia (75,5%), Amazonas (73,1%), Goiás (71,2%) e São Paulo (71,1%). O melhor desempenho por subgrupo de idade até o momento foi entre as crianças de 6 meses a menores de 1 ano, atingindo 72,56% do público-alvo, o que representa 1.058.062 doses aplicadas.

A coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, Carla Domingues, destacou que os números estão dentro dos objetivos traçados, mas ressaltou a importância dos pais ou responsáveis levarem as crianças aos postos para tomar a dose da vacina. “Ainda dá tempo de tomar a gotinha para proteger as crianças da paralisia infantil e ajudar o País a ficar livre do poliovirus selvagem”, afirmou a coordenadora.

Segundo ela, para repetir o sucesso das campanhas anteriores, é preciso que os pais e responsáveis levem as crianças aos postos até a próxima sexta. “É fundamental também que os pais não se esqueçam da caderneta de vacinação, para que o profissional de saúde possa avaliar a situação vacinal da criança, considerando o esquema sequencial”, explicou a coordenada.

O último caso registrado de poliomielite no Brasil foi há 24 anos e, desde 1994, o País mantém o certificado emitido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de erradicação da poliomielite. Mesmo assim é fundamental manter as crianças imunizadas para evitar a reintrodução do vírus no Brasil, pois alguns países da África ainda registram casos da doença.

Vale lembrar que não existe tratamento contra a paralisia infantil, sendo a vacina a única forma de prevenção. Ela protege contra os três sorotipos do poliovírus 1, 2 e 3. Mesmo as crianças que estejam com tosse, gripe, coriza, rinite ou diarreia, podem receber as gotinhas. Em alguns casos – como, por exemplo, em crianças com infecções agudas, com febre acima de 38ºC ou com hipersensibilidade a algum componente da vacina –, recomenda-se que os pais consultem um médico para avaliar se a vacina deve ser aplicada.

A campanha é realizada em conjunto entre o Ministério da Saúde e as secretarias estaduais e municipais de saúde. O Ministério da Saúde investiu R$ 32,3 milhões, sendo destinados R$ 18,6 milhões em repasses do Fundo Nacional aos estados e municípios e R$ 13,7 milhões para a aquisição das vacinas. Em todo o País, foram distribuídas 19,4 milhões de doses da vacina oral.

 

UF

Total

População

Doses

Cob.

AC

75.986

41.025

53,99

AM

345.998

252.889

73,09

AP

66.630

31.274

46,94

PA

679.716

372.485

54,8

RO

120.632

91.035

75,47

RR

44.559

30.152

67,67

TO

114.320

57.812

50,57

NORTE

1.447.841

876.672

60,55

AL

249.351

169.256

67,88

BA

974.884

557.328

57,17

CE

594.060

374.512

63,04

MA

583.645

315.072

53,98

PB

265.576

167.855

63,2

PE

631.037

368.519

58,4

PI

229.365

132.663

57,84

RN

218.286

135.079

61,88

SE

157.879

102.907

65,18

NORDESTE

3.904.083

2.323.191

59,51

ES

229.641

143.876

62,65

MG

1.180.492

745.218

63,13

RJ

936.853

639.176

68,23

SP

2.563.011

1.822.511

71,11

SUDESTE

4.909.997

3.350.781

68,24

PR

666.153

508.936

76,4

RS

601.135

459.497

76,44

SC

381.720

265.283

69,5

SUL

1.649.008

1.233.716

74,82

DF

182.909

110.203

60,25

GO

407.632

290.179

71,19

MS

180.505

109.590

60,71

MT

228.510

122.744

53,71

C.OESTE

999.556

632.716

63,3

BRASIL

12.910.485

8.417.076

65,2

 

Fonte: Ministério da Saúde

Publicado em Medicina Preventiva, Utilidade Pública | Deixe um comentário

Vacinação contra a Paralisia Infantil

vacinacao_polio_01_v

Mamães, papais e responsáveis:

Não esqueçam começa neste sábado a Vacinação contra a Paralisia Infantil e se estende até o dia 21 e junho.

Crianças de 6 meses a menores de 5 anos, não podem faltar.

Vamos proteger nossas crianças.

Publicado em Medicina Preventiva, Utilidade Pública | Deixe um comentário

Pombos, você sabe os riscos que eles trazem para sua saúde?

pombos

Os pombos são aves que vivem com facilidade nas cidades, morando em edificações onde costumam fazer seus ninhos em telhados, forros, caixas de ar condicionado, torres de igrejas e marquises. Causam prejuízos por danificar as estruturas dos prédios.

Por serem simpáticos e símbolos da paz, algumas pessoas gostam de alimentá-los com restos de comida, pão, pipocas, que são alimentos inadequados e prejudicam a saúde dos animais, além de viciá-los.

Como dificilmente são caçados por outros animais, sua população cresce muito rápido e o aumento de sua quantidade tornou-se um grave problema de saúde, pois, podem causar várias doenças graves que podem levar à morte ou deixar seqüela, destacando-se:

- salmonelose: doença infecciosa provocada por bactérias. A contaminação ao homem ocorre pela ingestão de alimentos contaminados com fezes animais;
- criptococose: doença provocada por fungos que vivem no solo, em frutas secas e cereais e nas árvores; e isolado nos excrementos de aves, principalmente pombos;

- histoplasmose: doença provocada por fungos que se proliferam nas fezes de aves e morcegos. A contaminação ao homem ocorre pela inalação dos esporos (células reprodutoras do fungo);

ornitose: doença infecciosa provocada por bactérias. A contaminação ao homem ocorre pelo contato com aves portadoras da bactéria ou com seus dejetos;

meningite: inflamação das membranas que envolvem o encéfalo e a medula espinhal.

Medidas de controle:

- retirar ninhos e ovos;
- umedecer as fezes dos pombos com desinfetante antes de varrê-las;
- utilizar luvas e máscara ou pano úmido para cobrir o nariz e a boca ao fazer a limpeza do local onde estão as fezes;
- vedar buracos ou vãos entre paredes, telhados e forros;
- colocar telas em varandas, janelas e caixas de ar condicionado;
- não deixar restos de alimentos que possam servir aos pombos, como ração de cães e gatos;
- utilizar grampos em beirais para evitar que os pombos pousem;
- acondicionar corretamente o lixo em recipientes fechados;
- nunca alimentar os pombos.

É muito importante para nossa saúde controlar a população desses animais na comunidade, fazendo com que eles procurem locais mais adequados para viver, com alimentação correta e longe dos perigos das cidades. Um pombo na cidade vive em média 4 anos, enquanto que em seu ambiente natural pode viver até 15 anos.

 

Fonte: Ministério da Saúde

 

Publicado em Medicina Preventiva, Utilidade Pública | Deixe um comentário

Escondidinho de frango com abóbora e aveia

56298386-416x326

Rendimento: 6 porções.

Ingredientes

Para o frango

  • 2 dentes de alho picados
  • 1 cebola picada (100 g)
  • 2 colheres (sopa) azeite
  • 1 peito de frango cozido e desfiado (cerca de 400 g)
  • 4 talos de cebolinha verde lavados e picados
  • Folhas de 1 ramo de alecrim lavado e picado
  • Sal a gosto
  • 1/3 de pimenta dedo-de-moça sem sementes e picada
  • 1/2 embalagem de cream cheese light (75 g)
  • 1/2 de xícara (chá) de leite desnatado (50 ml)

Para o purê de abóbora

  • 1/4 de abóbora japonesa em cubos pequenos (cerca de 250 g)
  • Folhas de 6 ramos de tomilho lavados e picados
  • Sal a gosto
  • Pimenta-do-reino recém-moída
  • 1 xícara de (chá) de aveia em flocos (80 g)
  • 1 xícara (chá) de leite desnatado (300 ml)
  • Folhas de 6 ramos de salsa lavados e picados

Preparo

Frango

  • Refogue o alho e a cebola no azeite. Acrescente o restante dos ingredientes e mexa bem. Reserve.

Purê de abóbobra

  • Cozinhe a abóbora junto com o tomilho em fogo baixo por cerca de 20 minutos até amolecer (caso necessário, acrescente 2 colheres [sopa] de água. Esprema a abóbora até virar purê. Junte o restante dos ingredientes e misture até formar um creme homogêneo.

Montagem

  • Separe 6 refratários pequenos de 8 cm de diâmetro por 5,5 cm de altura. Em cada um, disponha 1/2 xícara (chá) de frango no fundo e complete com 1/2 xícara (chá) de purê. Repita o mesmo processo preenchendo todos os refratários. Acomode-os em uma assadeira e leve ao forno, pré-aquecido, a 180 graus, por 15 minutos para esquentar. Sirva em seguida.

Dicas

Para toda a família, faça-o em um refratário grande.

Experimente substituir o purê de abóbora pelo de mandioca. Fica delicioso. Bom apetite

 

Fontes: Ponto de encontro

 

Publicado em Receitas de pratos salgadas | Deixe um comentário

POLIOMIELITE Campanha vai vacinar mais de 12 milhões de crianças

943578_321700201293251_1211488260_n

Atenção papais, mamães e responsáveis:

O Ministério da Saúde quer vacinar 95% dos 12,9 milhões de crianças de 6 meses e menores de cinco anos de idade. Campanha dura até 21 de junho

O Ministério da Saúde lançou nesta terça-feira (4) a 34ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, em Brasília. Realizada em parceria com as secretarias estaduais e municipais de Saúde, a meta é vacinar 12,2 milhões de crianças entre 6 meses e menores de 5 anos, o que corresponde a 95% da população alvo de 12,9 milhões de crianças no país. A ação começa neste sábado (8), com o Dia D de mobilização nacional, e vai até 21 de junho.

Confira a apresentação

Para a campanha, estão sendo distribuídas 19,4 milhões de doses da vacina oral nos 115 mil postos abertos em todo o país para a vacinação. Para operacionalização da campanha, o Ministério da Saúde está investindo um total de R$ 32,3 milhões em repasses do Fundo Nacional de Saúde para os estados e municípios, sendo destinados R$ 13,7 milhões para aquisição das vacinas.

Ao lançar a campanha, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, destacou o poder de mobilização para a vacina chegar a todas as regiões do país.Cerca de 350 mil pessoas estarão envolvidas na realização da campanha. Serão utilizados 42 mil veículos, entre terrestres, marítimos e fluviais.

“Em muitos países, o vírus da paralisia infantil ainda circula, por isso é importante mantermos as nossas crianças protegidas do vírus. A ações do Programa Nacional de Imunizações (PNI), com a ampliação da oferta de vacinas, têm demonstrado a capacidade do Sistema Único de Saúde (SUS) de atingir os grupos alvos dos calendários de vacinação. Isso só reforça o nosso papel de liderar no mundo inteiro a campanha para erradicação da poliomielite”, ressaltou o ministro, lembrando que o PNI completa 40 anos em 2013.

No ano passado, foram vacinadas mais de 14 milhões de crianças, o que representou 99% do público alvo. Desde 2012, o Brasil passou a realizar somente uma etapa exclusiva da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, no mês de junho. No ano passado, todas as crianças até cinco anos incompletos participavam da campanha.

ENTENDA A CAMPANHA –Neste ano, o público alvo a ser vacinado na campanha é a partir dos 6 meses, com a vacina oral (VOP), as chamadas gotinhas. Isso porque as crianças menores de 6 meses já estão sendo vacinadas com a injetável (VIP) nos postos de vacinação. É importante reforçar que os pais não esqueçam de levar a caderneta de vacinação dos filhos para que o profissional de saúde possa avaliar a situação vacinal da criança, considerando o esquema sequencial (quadro abaixo).

Os pais devem levar a caderneta de vacinação dos filhos para que o profissional de saúde possa avaliar a situação vacinal da criança, considerando o esquema sequencial (quadro abaixo). “Além da proteção contra a pólio, a campanha contribui para atualização do calendário de vacinação. Caso esteja faltando alguma vacina, os pais podem programar junto com o posto de saúde a melhor data para a criança tomar as doses que estão faltando”, explicou o ministro.

Calendário básico de vacinação

Esquema sequencial para crianças que iniciam a vacinação contra a poliomielite

 Idade Qual a vacina
2 meses Vacina inativada poliomielite – VIP (injetável)
4 meses VIP
6 meses Vacina oral poliomielite (atenuada) – VOP (oral)
15 meses VOP (reforço)

Ou seja, de acordo com o cronograma do calendário básico de vacinação, a criança recebe as duas primeiras doses – aos dois e aos quatro meses – do esquema com a vacina inativada poliomielite (a VIP), de forma injetável. Já a terceira dose (aos seis meses) e o reforço (aos 15 meses) continuam com a vacina oral (a VOP).

Se a criança menor de cinco anos nunca tiver tomado nenhuma dose injetável, não tomará as gotinhas neste momento. Deverá iniciar o esquema vacinal com a injetável.Por esse motivo, o Ministério da Saúde recomenda que os estados e municípios disponibilizem também a injetável nas suas unidades básicas de saúde, embora nesta campanha sejam utilizadas as duas gotinhas. O objetivo é evitar que crianças que estejam com o esquema vacinal contra a poliomielite atrasado percam a oportunidade de vacinação.

Se a criança for vacinar em um posto temporário, que não pode oferecer a injetável, a orientação é que seja encaminhada para uma unidade de saúde, onde será vacinada posteriormente.

VACINA ORAL - Vale lembrar que não existe tratamento para a poliomielite e somente a prevenção, por meio da vacinação. A vacina protege contra os três sorotipos do poliovírus 1, 2 e 3. A eficácia da imunização é em torno de 90% a 95%. Ela é recomendada mesmo para as crianças que estejam com tosse, gripe, coriza, rinite ou diarreia.

A vacina é extremamente segura e não há contraindicações, sendo raríssimas as reações associadas à administração da mesma. Em alguns casos, como, por exemplo, em crianças com infecções agudas, com febre acima de 38ºC ou com hipersensibilidade a algum componente da vacina, recomenda-se que os pais consultem um médico para avaliar se a vacina deve ser aplicada.

VACINA INJETÁVEL – O secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, reforçou que, com a introdução da VIP no calendário básico de vacinação da criança no segundo semestre de 2012, o Brasil já está se preparando para utilizar apenas a vacina inativada (injetável) quando ocorrer a erradicação da doença no mundo, atendendo a recomendação da OMS.

Segundo Barbosa, a VIP é segura e, de acordo com os estudos, não há possibilidade de uma criança vir a ter poliomielitecaso apresente o esquema vacinal completo e em dia contra a doença. ”A vacina injetável é mais segura exatamente no período em que a criança poderia apresentar algum risco de evento adverso por causa da vacina oral”.

HISTÓRICO –O Brasil serviu de exemplo para outros países ao adotar, a partir do ano de 1980, a estratégia anual de campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite em duas etapas, vacinando crianças menores de cinco anos de idade independente do estado vacinal anterior.

O último caso registrado da doença no Brasil foi em 1989, na Paraíba. As ações do Programa Nacional de Imunizações (PNI) estão voltadas à manutenção do país livre do poliovirus selvagem. Desde 1994, o país mantém o certificado emitido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de erradicação da poliomielite.

POLIOMIELITE NO MUNDO - Apesar de não haver registro de casos de pólio no país, os profissionais de saúde estão em alerta sobre a necessidade de notificação e investigação de todo caso suspeito de pessoas procedentes de países com circulação da doença. De acordo com a OMS, entre os anos de 2011 e 2012, 16 países registraram casos da doença. A maioria é decorrente de importações do poliovírus selvagem de países endêmicos (Afeganistão, Nigéria e Paquistão) ou de países que restabeleceram a transmissão (Angola, Chade, República do Congo).

Em 2012, foram registrados 223 casos, sendo que 217 (97,3%) foram nos países endêmicos e 6 (2,7%) nos não endêmicos. É uma redução de 36,9% no número de casos de poliomielite no mundo, quando comparado ao mesmo período de 2011 (604 casos). No ano de 2013, até o dia 22 de maio, foram registrados 32 casos, sendo 8 no Paquistão, 22 na Nigéria e 2 no Afeganistão.

A DOENÇA –A poliomielite é uma doença viral, causada por poliovírus e subdivide-se em três sorotipos (1, 2 e 3). É altamente contagiosa, e afeta principalmente crianças menores de 5 anos de idade. O vírus é transmitido através de alimentos e água contaminados e se multiplica no intestino, podendo invadir o sistema nervoso. Muitas pessoas infectadas não apresentam sintomas da doença (febre, fadiga, cefaleia, vômitos, rigidez no pescoço e dores nos membros), mas excretam o vírus em suas fezes, portanto, podem transmitir a infecção para outras pessoas.

Falta de higiene e de saneamento na moradia, além da concentração de muitas crianças em um mesmo local, favorecem a transmissão. O período de incubação (tempo que demora entre o contágio e o desenvolvimento da doença) é geralmente de 7 a 12 dias, podendo variar de 2 a 30 dias. A transmissão também pode ocorrer durante o período de incubação.

Fonte: Ministério da Saúde

 

Publicado em Medicina Preventiva, Utilidade Pública | Deixe um comentário

O importante é ser feliz

2012-04-16224945_CA967162-B341-4FEB-88DD-FECB0766BF67$$738d42d9-134c-4fbe-a85a-da00e83fdc20$$63f2bb7c-d936-473e-9e1e-382209c039d8$$odia_imagem_grande$$pt$$1

Namorar faz bem para a saúde e para a qualidade de vida de quem ficou viúvo.

Ninguém é uma ilha, já disse o poeta. É claro que, frente a perdas de dimensões que muitas vezes nem conseguimos dimensionar, a necessidade de recolhimento para curar as feridas e refazer a vida afetiva se faz presente.

Não existe um tempo estabelecido para ficar sozinho. “Na curva da história de vida de cada um, haverá um momento no qual o relógio interno anunciará que uma nova fase da vida está à sua disposição. É uma decisão do coração, não da mente”.

Para evitar frustrações e mais sofrimento, além da vontade de refazer a vida afetiva, é preciso estar em boas condições mentais, emocionais e físicas, harmonizadas e equilibradas antes de assumir um novo relacionamento. “A disposição interna para recomeçar e de modo satisfatório surge normalmente ao final desse processo, e tudo indica que as pessoas que tiveram bons casamentos tendem a querer encontrar um novo amor mais rapidamente. As experiências anteriores, vividas na vida amorosa e familiar, podem determinar maior ou menor dificuldade na hora de acolher um novo companheiro, mesmo porque normalmente o novo casal, mais maduro, traz à relação uma família já formada, filhos e até netos, o que exige maior compreensão e desprendimento pessoal do que pede um primeiro casamento”.

Sentir a pulsação da vida

Essa é a dica para quem quer encontrar um novo amor, independente de sua idade. “A mente e o coração podem permanecer eternamente jovens, com a mesma capacidade para apaixonar-se e amar novamente, e nos tornamos mais sensíveis, poéticos, mais sonhadores e otimistas, em qualquer idade, e o corpo reage aos estímulos psicoemocionais, apresentando uma reação igualmente juvenil, por receber uma dosagem extra de serotonina e noradrenalina”.

Viver é algo extraordinário, que proporciona momentos de intensa alegria e de grande dor, entremeados ao que se chama de rotina.

“Quando ocorre a morte do cônjuge, há um rompimento expressivo, de ordem física e emocional, mais ou menos traumatizante, dependendo da história de vida de cada casal e família. A dor, os problemas que surgem na realidade de cada um podem fazer com que quem ficou viúvo se feche em si por um tempo indefinido e deixe de viver intensamente sua vida, como se tivesse morrido em parte junto ao companheiro”.

Na maturidade, em especial, o encontro de um novo par acontece como se fosse um resgate dos sonhos da juventude, claro que com mais vantagens e menos incertezas. “A nova relação tende a ser mais doce, profunda, até mesmo pela premência de viver o tempo de vida mais intensamente. É um momento de doação maior, de prestar mais atenção ao companheiro e dividir as preocupações oriundas de uma vida que não se partilhou: filhos e netos da família anteriormente criada”.

Tempo de recomeçar

As pessoas que partilham de nossa vida e vão embora mais cedo são, muitas vezes, insubstituíveis. Perdas geram sofrimento, e isso faz parte do estar neste planeta, mas não pode ser o motivo para não recomeçar. “Algumas pessoas deixam sua individualidade se diluir nos relacionamentos, e isso é terrível quando o cônjuge falece. Por isso leva um tempo para procurar outro relacionamento. O medo de ter uma nova relação é bastante frequente e, vez ou outra, chega acompanhado de uma dose significativa de culpa. “Para evitarmos uma vida de ostracismo por causa dela, devemos aprender a ouvir o que as nossas reais emoções têm a nos dizer. Geralmente as escondemos por acharmos que são feias ou indignas, pois uma porcentagem de dor dessa perda mescla-se com o entusiasmo do amor que acontece outra vez”. A negação é própria de pessoas imaturas psicologicamente e inseguras emocionalmente, uma vez que ela impede o nosso crescimento pessoal e nos distancia de uma vida plena e rejuvenescedora, propiciada por uma nova relação.

“Em geral, interessar-se por alguém traz uma lufada de alegria e renovação, de amor, esperança, que todo relacionamento na verdade deveria trazer, mas nessa fase da existência é especial, porque agora com toda a vivência já acumulada e maior maturidade, ambos podem procurar dar novos significados a cada momento da vida em comum”.

Fonte: Ponto de encontro

Publicado em Curiosidades, Medicina Preventiva, Produtos & Serviços | Deixe um comentário

Nipomed Sistema de Saúde Inteligente

nipomed

Empenhamos o máximo em oferecer uma ampla rede de hospitais, clínicas médicas e odontológicas, laboratórios de análises clínicas e diagnósticos, profissionais como nutricionistas, psicólogos e fisioterapeutas, objetivando proporcionar melhor eficácia no tratamento e prevenção da sua saúde.

A nossa principal meta é viabilizar a uma parte significativa da sociedade o acesso a uma medicina de alta qualidade e tecnologia a baixo custo, estimular e disseminar a prática de Prevenção e consequentemente aumentar a expectativa de vida e o bem estar das pessoas.

Estamos no mercado há mais de 30 anos, buscando excelência no atendimento e na estruturação da rede credenciada para que você possa cuidar do bem mais precioso que é a sua saúde e não vamos medir esforços para superar suas expectativas.

Estamos à sua disposição.

Publicado em Planos de Saude, Produtos & Serviços | Deixe um comentário

Porque sou do tamanho do que vejo. E não, do tamanho da minha altura.

sol
Onde você vê um obstáculo,
alguém vê o término da viagem,
e o outro vê uma chance de crescer.

Onde você vê um motivo pra se irritar,
Alguém vê a tragédia total,
E o outro vê uma prova para sua paciência.

Onde você vê a morte,
Alguém vê o fim,
E o outro vê o começo de uma nova etapa…

Onde você vê a fortuna,
Alguém vê a riqueza material,
E o outro pode encontrar por trás de tudo,

 

a dor e a miséria total.

Onde você vê a teimosia,
Alguém vê a ignorância,
Um outro compreende as limitações do companheiro,

 

percebendo que cada qual caminha em seu próprio passo.

E que é inútil querer apressar o passo do outro,

 

a não ser que ele deseje isso.
Cada qual vê o que quer, pode ou consegue enxergar.
“Porque eu sou do tamanho do que vejo.
E não do tamanho da minha altura.”

 

“Fernando Pessoa”
Citação | Publicado em por | Deixe um comentário

Três milhões de embalagens de Tylenol deverão ser recolhidas

Segundo Ministério da Justiça, há possibilidade de que o gotejador do produto se desprenda do frasco, oferecendo risco de superdosagem do medicamento

Tylenol em gotas

O Ministério da Justiça divulgou nesta quarta-feira uma nota informando que mais de três milhões de embalagens do medicamento Tylenol (paracetamol) devem ser recolhidas do mercado. Isso por que há possibilidade de que o gotejador da embalagem se desprenda totalmente ou parcialmente do frasco, com risco de superdosagem do medicamento.

Os produtos que devem ser retirados do mercado são os de 200 miligramas por mililitros, com apresentação em gotas e fabricação de dezembro de 2011 a novembro de 2012. Segundo o Ministério, a campanha de recall começará na próxima segunda-feira, dia 27, e abrange 3.384.432 embalagens do produto com numeração de lote, não sequencial, compreendida entre os intervalos PPL055 a RJL123.

Conforme a nota, a Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda, fabricante do produto, protocolou campanha na Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (Senacon/MJ) e informou que a superdosagem traz riscos de danos graves ao fígado, náusea e outros sintomas gastrointestinais. Os sintomas são enjoos e sonolência. O Código de Defesa do Consumidor determina que o fornecedor repare ou troque o produto defeituoso a qualquer momento e de forma gratuita. Se houver dificuldade, a recomendação é procurar um dos órgãos de proteção e defesa do consumidor.

Fonte: Veja

Publicado em Utilidade Pública | Deixe um comentário

Berinjelas ao forno

berinjela

Ingredientes

  • 2 berinjelas grandes
  • 1/2 kg de carne moída
  • 2 dentes de alho
  • 2 tomates grandes
  • 1 cebola grande
  • Folhas de hortelã frescas
  • 500 g de tomates sem pele
  • Pimenta do reino (opcional)
  • Sal a gosto
  • Azeite de oliva

Mode de preparo

Corte os tomates, a cebola, as folhas de hortelã e os dentes de alho.

Longitudinalmente, corte as berinjelas ao meio, retirando o talo e com a ponta da faca, faça um risco na parte central de cada metade. Mergulhe as metades de berinjela em água fervente.

Doure a cebola e o alho e depois refogue a carne moída e quando secar a água liberada pela carne, acrescente os tomates. Enquanto isso, despeje os tomates sem pele em uma panela e aqueça em fogo brando até que os tomates se desmanchem. Posicione as metades de berinjela em uma forma, com a casca virada para baixo. Com os dedos, afaste para os lados a polpa separada com a ponta da faca, para colocar o recheio. Assim que os tomates pelados estiverem se desmanchando, desligue o fogo.

Com uma colher recheie cada uma das metades de berinjela com a carne moída refogada e tempere com sal e pimenta do reino. Salpique as folhas de hortelã picadas por cima e despeje parte do tomate em molho e acrescente mais uma pitada de sal, pimenta do reino e um fio de azeite de oliva.

Leva ao forno pré-aquecido à temperatura de 180 graus por 20 minutos.

Apague o forno e aguarde 10 minutos. Sirva quente.

Fonte: mdemulher

Publicado em Receitas de pratos salgadas | Deixe um comentário

Alimentação Saudável

  1. Dicas-para-uma-alimentação-saudável
  1. Não faça uma alimentação baseada em um único tipo de alimento ou nutriente.
  2. Mesmo tendo exagerado nos dias anteriores, faça pelo menos 5 refeições por dia.
  3. Pequenos lanches entre as refeições principais evitam a vontade de devorar o primeiro alimento que encontramos pela frente.
  4. Frutas e iogurtes light são excelentes lanches.
  5. Se tiver vontade de comer um doce, coma-o. Lembre-se: somente um pedaço ou unidade. Isso é melhor do que devorar uma caixa de bombom no final do dia.
  6. Comece sempre a refeição com um caprichado prato de saladas.
  7. Evite o uso de óleos para temperar as saladas. Use vinagre ou suco de limão.
  8. Macarrão é permitido, mas cuidado com o molho.
  9. Não repita a refeição.
  10. Evite beber refrigerantes, mesmo os light ou diet.
  11. Evite água gaseificada. Bebidas com gás dilatam o estômago dando uma falsa sensação de saciedade.
  12. Prefira sucos naturais.
  13. Utilize adoçante nos sucos e no cafezinho.
  14. Beba, no máximo, 4 xícaras pequenas de café por dia.
  15. Ingira bastante água durante o dia. No mínimo 1,5 litro ou 8 copos.
  16. Leve sempre uma barrinha de cereais na bolsa. Quando bater aquela vontade de comer, você já sabe a que recorrer.
  17. Ingira legumes todos os dias.
  18. Coma pelo menos 2 frutas diariamente.
  19. Ingira carnes menos calóricas como peixe, frango (peito), peru, patinho ou contrafilé.
  20. Retire a pele das aves. Ela contém basicamente gordura.
  21. Evite alimentos fritos. Dê preferência aos grelhados ou cozidos.
  22. Ingira alimentos ricos em fibras como legumes, verduras e frutas.
  23. Para a sobremesa, prefira frutas da época.
  24. Evite sorvetes de massa. Opte pelo picolé de fruta.

Fonte: cyberdiet

Publicado em Alimentação, Medicina Preventiva | Deixe um comentário

A sua saúde é o mais importante

  • Visite o médico regularmente;
  • Faça check-up preventivos regularmente;
  • Faça exercícios físicos e alimente-se adequadamente.

Estamos à sua disposição.

nipomed

Publicado em Planos de Saude | Deixe um comentário

Videogames com sensores de movimento podem melhorar saúde de crianças

Jogos que exigem movimentação podem ser uma alternativa para estimular a atividade física em crianças de 9 a 11 anos de idade

kinect-sports-volei-de-praia

A obesidade e o sedentarismo se tornaram um problema comum não só em adultos, mas também em crianças. Um estudo publicado nesta sexta-feira no periódico The Journal of Pediatrics, no entanto, aponta um caminho divertido para driblar o problema em crianças. Segundo a pesquisa, videogames com sensores de movimento, ou “ativos” (conhecidos comoexergaming, mistura de “exercise” e “gaming”), podem ser uma forma de exercício alternativa para combater o sedentarismo. Esses videogames são aqueles em que o jogador controla o jogo com os movimentos do corpo (como o Wii, da Nintendo, e o Xbox-Kinect, da Microsoft) e, assim, acaba se exercitando.

Participaram do estudo 15 crianças de 9 a 11 anos de idade, que realizaram 15 minutos de atividade intensa em um desses videogames (uma corrida de 200 metros, com o Kinect), depois de baixa intensidade (boliche, também no Kinect) e, por fim, fizeram exercícios em uma esteira ergométrica. Os pesquisadores avaliaram, em cada tido de atividade, qual foi o gasto energético e a resposta vascular — por meio da vasodilatação fluxo-mediada, VFM, medida utilizada para avaliar a saúde vascular em crianças.

Os resultados mostraram que o jogo de alta intensidade provocou um gasto de energia equivalente a exercícios físicos de intensidade moderada. Já o jogo de baixa intensidade, um gasto energético semelhante ao de uma atividade física de baixa intensidade. O jogo de alta intensidade, por sua vez, também provocou uma redução da VFM, o que sugere que ele pode ser benéfico para a saúde vascular das crianças.

Alternativa — Os participantes relataram, ainda, níveis de divertimento parecidos ao realizar as duas intensidades de exergaming.Para os autores, isso indica que as crianças podem ser estimuladas a continuar realizando atividades com níveis de intensidade mais altas nos jogos.

“Os jogos ativos de alta intensidade podem ser uma boa forma de atividade para que as crianças obtenham benefícios para a saúde em longo prazo”, afirma Louise Naylor, uma das pesquisadoras do estudo. Para os autores, os jogos ativos de videogame devem ser considerados uma forma de incentivar as crianças a serem mais ativas.

 

Fonte: Veja

Publicado em Medicina Preventiva | Deixe um comentário

A calvície em mulheres

entenda-a-calvicie-feminina-6393399-3082

Você sabia que mulheres também sofrem com a perda de cabelo?

Mas felizmente em muitos casos existe tratamento.

Saiba como preservar as madeixas e deixá-las mais resistentes e saudáveis.

Essa é uma das questões que ocupam (e muito!) a cabeça das mulheres. O medo de “ficar careca”é umas das principais queixas nos consultórios médicos quando os fios começam a descer pelo ralo do chuveiro ou se espalhar pela casa e roupas. As causas podem ser muitas, mas para a maioria dos casos existe tratamento. Por isso, nada de desespero!

“A principal causa da calvície no sexo feminino (alopecia androgenética) felizmente é de fácil diagnóstico. Basta fazer uma avaliação detalhada dos cabelos, com um médico especialista, associado à análise do histórico familiar e à realização de um exame específico (tricograma). Entre as causas relevantes, temos problemas hormonais, estresse, algumas carências alimentares e doenças sistêmicas”.

Ela pode ocorrer tanto em homens quanto em mulheres. Alopecia significa perda parcial ou total dos pelos de uma determinada área. Ela é desencadeada principalmente pela ação de hormônios masculinos (testosterona) e outros fatores em pessoas geneticamente predispostas. A manifestação do problema na mulher é diversa da que acontece no homem, devido à grande diferença na quantidade de hormônio masculino.

O processo começa perto da puberdade, com um afinamento progressivo dos fios, que começam a perder volume, e, com o tempo, o couro cabeludo fica aparente.

Todo pelo do nosso corpo, inclusive os cabelos, é programada para nascer, crescer, parar de crescer e cair. Em resumo, todos os cabelos cairão um dia – a queda faz parte do ciclo capilar. “Após esse processo, há um estímulo de células-tronco para nascer outro fio no mesmo local (reposição). Este deverá ter as mesmas características (tamanho final, espessura) que o antigo. Teremos um problema quando a reposição não for adequada. Ou seja, quando ocorrer a queda e os cabelos forem repostos por cabelos mais finos e curtos ou simplesmente não forem repostos.

Diagnosticar esse quadro o quanto antes é muito importante, principalmente em casos de calvície, pois o que ocorre é uma reposição inadequada, com consequente perda importante de volume e quantidade de fios. “Por enquanto, com os tratamentos contra a calvície, só conseguimos manter os fios que sobraram”.

Tratamentos indicados

Primeiramente, o mais importante é um diagnóstico correto da causa da queda, pois para cada caso há um tratamento específico. O médico especialista vai determinar o mais indicado, desde uma alimentação balanceada (no caso de carências alimentares) até medicações sistêmicas e tópicas, no caso da alopecia androgenética.

“O que existe de comprovado cientificamente em relação à atividade antiqueda de xampus ocorre nos produtos que tenham ação anticaspa. Eles melhoram a inflamação – mesmo que não aparente -, comum nesses pacientes, além de melhorar a queda causada pela descamação do couro cabeludo (dermatite seborreica ou caspa)”.

Uma alimentação saudável é importante para a saúde como um todo e pode melhorar não só a queda, mas também qualidade dos cabelos (brilho e maciez), o que melhora todo o seu aspecto.

Auxílio Tecnológico

A prevenção da calvície também pode ser feita com ajuda da tecnologia a laser, a Low Level Laser Therapy (LLLT), procedimento de baixa potência utilizado para ajudar no crescimento dos fios de cabelo afetados pela calvície. Alguns estudos internacionais demostraram que a LLLT provoca um estímulo de energia no couro cabeludo, resultando em um aumento da multiplicação celular da raiz do cabelo, aumentando a velocidade de crescimento dos fios e melhorando a espessura capitalar.

O resultado dessa nova técnica são percebidos em poucos meses. O indicado é que o paciente faça uma ou duas sessões semanais, e com três meses de tratamento já é possível perceber a melhora. “Há pouquíssimas contraindicações – apenas pessoas com alguma doença fotossensibilizante ou durante a gestação.

 

Fonte: Ponto de encontro

Publicado em Medicina Preventiva | Deixe um comentário

Salada de fusilli refrescante

fusilli-materia

Ingredientes:

  • 1 cebola pequena cortada em cubos
  • 2 xícaras (chá) de fusilli integral cru (170 g)
  • 4 colheres (sopa) de queijo cottage light
  • 1/2 pote de iogurte natural desnatado
  • 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • sal a gosto
  • 1 cenoura média cortada em cubos
  • 1 pepino médio cortado em cubos
  • 8 tomates-cereja
  • 8 azeitonas pretas
  • 2 fatias médias de queijo de minas light
  • 2 colheres (sopa) de salsinha

Modo de preparo

  1. Deixe a cebola mergulhada na água por 30 minutos, escorra e reserve.
  2. Cozinhe o macarrão al dente. Coloque numa travessa funda e reserve.
  3. A parte, misture o cottage, o iogurte, o azeite e o sal. Acrescente delicadamente na massa ainda quente.
  4. Espere esfriar completamente e junte a cebola, a cenoura, o pepino, o tomate e a azeitona.
  5. Ajuste o sal e acrescente o queijo e a salsinha. Leve à geladeira por 2 horas antes de servir.

Preparo: Rápido (30 minutos)

Rendimento: 4 porções

Calorias: 286 por porção

 

Fonte: Se cuida bayer

Publicado em Receitas de pratos salgadas | Deixe um comentário

Cidade de São Paulo prorroga vacinação contra a gripe até 29 de maio

 

Vacina GripeA Secretaria Municipal de Saúde decidiu prorrogar a campanha de vacinação contra a gripe até o dia 29 de maio na cidade de São Paulo. Essa é a segunda vez que o prazo para a imunização foi adiado.

A meta é imunizar 2,5 milhões de pessoas em todo município. A pasta, porém, não divulgou o total de pessoas que já receberam a dose. No Estado, a meta é vacinar 7 milhões de paulistas que corresponde à 80% dos 8,7 milhões de pessoas que fazem parte do chamados grupos prioritários.

Devem se vacinar idosos com mais de 60 anos, crianças de seis meses a dois anos, indígenas, gestantes, mulheres no período de até 45 dias após o parto (em puerpério), pessoas privadas de liberdade, profissionais de saúde, além das pessoas que têm doenças crônicas do pulmão, coração, fígado, rim, diabetes, imunossupressão e transplantados.

Além de imunizar a população contra a gripe A H1N1, tipo que se disseminou pelo mundo na pandemia de 2009, a campanha também quer imunizar a população contra outros dois tipos do vírus influenza: influenza A H3N2 e B.

Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade global. Entre os idosos, pode reduzir o risco de pneumonia em aproximadamente 60%, e o risco global de hospitalização e morte em cerca de 50% a 68%, respectivamente.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da OMS, e é respaldada por estudos epidemiológicos e na observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

A única contra-indicação é para pessoas que têm alergia severa a ovo.

RIO DE JANEIRO

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro também decidiu prorrogar a campanha de vacinação contra a gripe em mais uma semana. A prorrogação vai até dia 17 de maio. A cobertura de vacinação Estado está em 68%. Em todo o Brasil, a cobertura está em 73%.

Fonte: Folha de S. Paulo

1

Publicado em Utilidade Pública | Deixe um comentário

Bons pensamentos

1d14fd776f13e5a0ec97b40f2f628f1c7a2f6894

Convivamos com os bons pensamentos.

Os bons pensamentos produzem uma camada magnética ao redor do indivíduo, que o protege contra vibrações nocivas vindas do exterior.

É interessante perceber que enquanto emitimos pensamentos de paz, amor e bondade às pessoas, estaremos colaborando para a nossa própria paz e harmonia.

Percebemos, dessa forma, na prática, o que quer dizer aquela frase tão conhecida da oração de São Francisco de Assis:

“Pois é dando que se recebe”…

 

Citação | Publicado em por | Deixe um comentário